Pesquisar este blog

sábado, 3 de dezembro de 2011

Sou


Sou eu.
Mas também sou ela.
e sou você.
Eu sou tudo.
Eu não sou nada.
Eu não sou.
Eu queria ser
ao menos,
a pessoa que te ama.
Não.
Queria ser a pessoa amada por você.
Sou poeta.
Sou amante.
Sou estranha.
Sou diferente.
Sou imprevisível.
Sou simplismente Eu.
LEIA DE BAIXO PARA CIMA
Ana Letícia de Azevedo Cajazeira