Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Mais de Clarice Lispector

"A única verdade é que vivo.
Sinceramente, eu vivo.
Quem sou?
Bem, isso já é demais...."

"...há o direito ao grito.
então eu grito...."

"E nem entendo aquilo que entendo: pois estou infinitamente maior que eu mesma, e não me alcanço."

"Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro."

"Tenho várias caras. Uma é quase bonita, outra é quase feia. Sou um o quê? Um quase tudo."

"Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária."
(A paixão segundo G.H)

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós."

"Gosto do modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão."

"Não sei se quero descansar,por estar realmente cansada ou se quero descansar para desistir"

"Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome."

"Perder-se também é caminho."

"O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?"

"Sou uma filha da natureza:
quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo,
de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim. Mas vale a pena.
Mesmo que doa. Dói só no começo."

"O amor é tão mais fatal do que eu havia pensado, o amor é tão mais inerente quanto a própria carência, e nós somos garantidos por uma necessidade que se renovará continuamente. O amor já está, está sempre. Falta apenas o golpe da graça - que se chama paixão."

"Saudade é um dos sentimentos mais urgentes que existem"

"Sou um coração batendo no mundo"

"Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse pleno de tudo..."


"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente"

"Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas."

Clarice Lispector




2 comentários: