Pesquisar este blog

domingo, 19 de junho de 2011

Suas mãos

        Eu sonhei que você me abraçava, suas doces mãos escorregando pelo meu corpo nu, sua respiração ofegante no meu pescoço, me esquentando...
             Seu corpo presionado bem perto do meu, seu cabelho curto roçando na minha orelha, seus beijos apaixonados...E mesmo assim não consegui esquecer que você me tocava com aquelas mãos macias, que deslizavam devagar por mim e me causavam aquela estranha e maravilhosa sensação de formigamento, a maneira a qual afagava meus cabelos, queria ficar com você, ali, para sempre... Mas então o despertador tocou e eu acordei... E a única coisa que restou foi uma vaga lembrança daquelas suas mãos suaves e quentes que se esvairia através dos tempos...

By: Ana Letícia de Azevedo Cajazeira

Um comentário:

  1. Amei esse texto. Romântico, sedutor, 'caliente', lindo. Um sonho, literalmente. Bom conhecer mais esse estilo dentro de você. Eclética e, surpreendente. Não encontro adjetivos, Lê. Você é ótima com sonetos, com textos, com o que se arrisca a fazer. E sobre qualquer tema. Fico fascinada, pois pareces ter uma experiência, um convívio antigo com as palavras, e tens apenas 14 anos. És uma linda mesmo, irmã. Encantas.

    P.S.: Depois lembre-me desse texto, e pergunte-me o que quero acrescentar ao meu comentário. Quando estivermos ao telefone.

    Beijos,
    Débbie.

    ResponderExcluir