Pesquisar este blog

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O homem sobre o homem

Projeto de Texto:
Esse texto vai falar das dificuldades de instaurar e manter uma democracia por causa das subjugações do homem ao próprio homem.

        É impossível instaurar e manter a democracia porque o homem sempre quer mais. O ser humano é um ser que apenas pode se sentir bem ao passar por cima de outro homem, ele só se sente bem quando pode comparar sua situação com outro homem e ser superior, por isso é quase impossível instaurar e manter uma democracia. O homem é uma espécie de animal que sempre procura uma maneira de se sentir eminente em relação ao seu semelhante.
        A democracia consiste em manter a igualdade e isso é a maior dificuldade para nós, humanos, pois como já disse Max Horkheimer "A história dos esforços humanos para subjugar a natureza é também a história da subjugação do homem pelo homem", ou seja, o homem está sempre buscando uma maneira de superar o seu próximo, ter mais, ser mais, por isso desde sempre abusa do homem, achando que alguns seres humanos, seja por cor da pele, opção sexual ou qualquer outro pormenor, é inferior, então deve ser "dominado" e usado para o benefício próprio daquele que se acha "certo" por algum tipo de "regra majoritária".
        A democracia nunca será instaurada em sua plenitude, porque a ganância humana não o permite, tanto que é por isso que há de ter mudança nos líderes no poder, para que haja um pouco de equilíbrio, como já disse Montesquieu "(...) para que não se possa abusar do poder é preciso que o poder freie o poder." e para se manter uma democracia é preciso que não haja uma pessoa no poder e sim que todas estejam participando ativamente das decisões para melhorar sobre a sua própria sociedade.

By: Ana Letícia

10 comentários:

  1. Graciosa Ana (olha a redundância, rs), fico feliz que tenha reaparecido!
    O homem, realmente parece sentir-se realizado não apenas ao progredir, mas ao ver a regressão do outro. Montesquieu dizia que o homem nasce bom mas a sociedade o corrompe, já Hobbes dizia que a natureza humana já é ruim, para ele, o homem já nasce mau. Há até uma frase, conhecida como de autoria do Thomas Hobbes, mas que de acordo com alguns estudiosos, é do Francis Bacon, que se encaixa muito bem à ocasião: "O homem é o lobo do homem.".
    Ótima postagem, Lê.

    Beijos,
    Débbie.

    ResponderExcluir
  2. nossa que máximo amei se puder me visita

    ResponderExcluir
  3. Querida Ana Leticia.
    Parabéns pelo seu texto muito bem escrito.
    Parabéns pelo exercio de pensar e externar suas idéias.
    É assim que se faz!
    Parabéns!
    Um beijo..serei sua seguidora, se não se importar!

    mdfbf.blogspot.com

    Bj

    MA Ferreira

    ResponderExcluir
  4. E ...democracia antes de tudo é respeito pelo estado de direito, pelos os civis e pela sociedade, meu direito termina qdo o seu começa...
    o Montesquieu formulou os princípios que depois viram a ser os fundamentos de uma democracia, onde os estado e os civis tem direitos e obrigações como cidadãos. Democracia tem que ser vivida...
    beijo querida o mundo abra-se como um legue em todas as direções, é urgente que passemos a viver dentro desta montanha russa, que faz tão bem. Com o tempo tudo vai encaixando-se, tomando forma e indo cada um pro seu lugar de fato e direito.

    Gostei daqui. Vou voltar!
    Abraços fartos e beijinhos ...

    ResponderExcluir
  5. Lê... Tem prêmio lá no blog para você. Na página Selos & Afagos.

    Abraço,
    Débora.

    ResponderExcluir
  6. Poderia ter explorado mais o tema, já que usou citações tão expressivas, acredito que tenha mais conteúdo do que expressou aqui. Mesmo assim, gostei bastante ;)

    Sigo-te.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. A democracia precisa de força para ser exercida!
    A democracia não se resume à opção de voto.
    Quanto dele é esclarecido??
    Se o povo vive mal, porque elege quem o oprime ainda mais?!
    Estes são problemas não resolvidos pela democracia formal.

    ResponderExcluir
  8. - O exercício pleno da democracia pressupõe a existência de uma camada de verniz fina, mas resistente, recobrindo os impulsos atávicos de dominação que existem em indivíduos, grupos ou etnias. Essa camada se chama "civilidade e cidadania", é sintetizada nos lares e nas escolas e é aplicada por um processo chamado "educação", que exige "técnicos" - pais e educadores - competentes.
    - Texto instigante e bem alinhavado, Ana. Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Olá Ana,
    Estou aqui por indicação da Débora.
    Você é inteligente e se expressa com sabedoria.
    Ótimo texto.
    Parabéns e muito sucesso para você.
    Se tiver um tempinho, visite meu recanto.
    Já sigo aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Gente muitísswimo obrigada por todos os comentários e opniões.... desse jeito quem sabe eu não volto a escrever aqui com mais frequência??? xD
    Eu estou seguindo todos vcs viram? tudo de bom!!
    Beijos Ana

    PS.: Um beijo e abraço especial pra a Deb pra arrastar td mundo pra ca auhsuhsuahus' Vlw garota vc é d+!^^

    ResponderExcluir